Blog VeM

Supervisão e apoio para organizações sociais no trabalho com famílias

Fortalecer o trabalho das equipes das organizações sociais que atendem as famílias na proteção social básica do SUAS é o objetivo do trabalho que a equipe Vira e Mexe está iniciando na Cidade Ademar, região Sul da cidade de São Paulo. Participarão deste processo trabalhadores/as dos CRAS e equipes de duas organizações sociais que implementam o Serviço de Assistência Social à Família e Proteção Social Básica no Domicílio (SASF), serviço de acompanhamento e monitoramento das famílias encaminhadas pelo CRAS. As duas organizações – Espaço Aberto e GFVJC CRÊSER – têm Termo de Colaboração com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social.

Em São Paulo, o Serviço de Assistência Social à Família e Proteção Social Básica no Domicílio trabalha de forma articulada aos CRAS para que os serviços da proteção básica cumpram objetivos, como “prevenir agravos que possam desencadear rompimento de vínculos familiares e sociais; e identificar, apoiar e acompanhar indivíduos e/ou famílias com idosos e pessoas com deficiência, na perspectiva de prevenir o confinamento e o abrigamento institucional.”

A supervisão e apoio, com duração de seis meses, visa apoiar as equipes para o acompanhamento das famílias e grupos sociais valorizando suas experiências e trajetórias. Após rodas de conversa para a escuta destes/as trabalhadores/as, a equipe da Vira e Mexe está desenhando as atividades a partir de perguntas que mobilizem os/as participantes a refletir, estudar e analisar coletivamente as práticas existentes.

“Considerando que o papel dos serviços do SUAS é garantir as seguranças de acolhida, convivência e autonomia, a proposta é refletir com as equipes como é possível – e diria necessário – reconhecer e acolher o sofrimento decorrente das desigualdades sociais e criar oportunidades de convivência que fortaleçam e ampliem os vínculos afetivos e de cidadania desses cidadãos e cidadãs nos territórios. Vamos combinar rigor conceitual e leveza, propondo estratégias de estudo, produções coletivas e experimentações práticas numa perspectiva de aprender fazendo” explica Stela Ferreira, diretora técnica da Vira e Mexe.

Conheça mais sobre o SASF:  https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/assistencia_social/rede_socioassistencial/familia/index.php?p=3211

Sem tempo pra ler?

Deixe seu email abaixo e receba nossas NOVIDADES

Conheça nossa GALERIA